Manifestações contra o presidente Bolsonaro em Santa Catarina foi um fiasco

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
O ato foi organizado pelo MBL e partidos de esquerda - Foto: Divulgação.

Marcado para este domingo (12), o ato contra o presidente Bolsonaro teve uma adesão baixa Em Florianópolis, o número foi um pouco mais de 100 pessoas.

O ato em Santa Catarina foi organizado pelo MBL (Movimento Brasil Livre), além do PDT (Partido Democrático Trabalhista), do movimento Vem Pra Rua e do Partido dos Trabalhadores (PT), entre outros partidos de esquerda.

Nas falas, Luiz Azolini um dos fundadores do MBL Florianópolis, defendeu a invasão da câmara dos deputados e do senado.

Outras capitais do Brasil também realizaram atos contra o presidente, mas a adesão de pessoas foi baixa.