Servidores de Itajaí estão arrependidos de terem participado da greve

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Servidores protestando dentro da prefeitura de Itajaí - Foto: Divulgação

No início do mês de março servidores da educação de Itajaí iniciaram uma greve, entre as reivindicações, eles exigiam o reajuste no piso salarial de 33,24%. O judiciário entendeu que a greve era ilegal, o Sindicato de Itajaí tentou recorrer da decisão no TJSC, mas o desembargador indeferiu.

Com esse entendimento do judiciário, a prefeitura de Itajaí realizou os descontados nas folhas de pagamento dos servidores que participaram da greve. Com os descontos, muitos receberam apenas 1 centavo de salário.

Com isso alguns servidores alegam que se arrependeram de terem participado da greve e ainda culpam o sindicato pela falta transparência nas consequências que a greve poderia causar.