Preços abusivos nas locações de imóveis e a proibição de animais revolta mulher em Itajaí

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
O desabafo recebeu apoio na rede social - Foto: Divulgação.

Kamilly Weber usou a rede social para relatar uma dificuldade que vem enfrentando em Itajaí ao tentar locar um apartamento ou uma kitnet para ela, seu marido e sua gatinha de apenas 3 meses.

O desabafo foi direcionado para locadores que vem cobrando por imóveis pequenos com valores abusivos e ainda acabam proibindo animais e crianças.

Apesar da negociação ser de livre acordo, o locador e o locatário têm regras de imposições. Segundo a Constituição Federal é proibido discriminar crianças ou proibir o locatário de ter animais.

O proprietário do imóvel deve submeter-se às normas da sociedade ao colocar seu imóvel para locação. Caso tenha alguma cláusula no contrato proibindo acesso de crianças ou de animais com a ameaça de rescindir o contrato, essa cláusula se torna nula e o locatário poderá até ser processado pelo locador.

Sempre é bom que façam um contrato claro e objetivo, evitando assim conflitos que poderiam resultar em brigas judiciais, prevenindo as partes de prejuízos e da perda de tempo.