Os promotores do MPSC tem seus salários garantidos, assim é fácil querer lockdown

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp

O Ministério Público de Santa Catarina (MPSC), entrou em uma queda de braço com o governador estadual Carlos Moisés (PSL), onde solicitou através de uma ação nesta quarta-feira (10), um lockdown de no mínimo 14 dias no Estado.

Os promotores e defensores públicos tem seus salários garantidos, mas quem irá pagar pela incompetência e a falta de atitude do governador Moisés são os pequenos e médios empresários.

Não sou o dono da razão, mas nesse momento o correto é cobrar do governador catarinense a criação de novos leitos de UTIs, investimentos esse que deveria ter sido realizado desde quando foi descoberto o primeiro caso de Covid-19 no Brasil.

O que irá achatar a curva do coronavírus é a testagem em massa, preservação do grupo de risco e seguir todos os protocolos de segurança estabelecido pela OMS, além da vacinação.

Acredito que o MPSC esteja agindo com boa intenção, mas apesar da falta de atitude do governador Moisés, ainda não há uma omissão, sendo assim um juiz em uma canetada não poderia ferir o principio da separação do Poderes.