Médico que abreviava vidas no hospital Marieta vai responder por 8 homicídios

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp

DIC (Divisão de Investigação Criminal) de Itajaí indiciou o médico Gustavo Deboni pela morte de oito pacientes do Hospital Marieta Konder Bornhausen, além de ter a prisão preventiva solicitada.  

O médico é acusado de abreviar a vida dos pacientes, e o caso veio à tona no mês de dezembro de 2020, quando um grupo de alunos no qual eram alunos do médico Gustavo, que presenciaram atos ilegais em pacientes deficientes ou em estado terminal.

O caso já está na mão da 2ª promotoria de justiça da comarca de Itajaí, que está sob análise.