Justiça eleitoral impugnou Andrew Laurentino do cargo de vereador

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp

O juiz eleitoral Daniel Lazzarin 104ª zona eleitoral de Navegantes, julgou procedente e impugnou o mandado do vereador Andrew Filintto Laurentino (PSD), e anulou seus votos. A decisão foi baseada na investigação realizada pela 25° Batalhão da Polícia Militar de Navegantes, que constatou um esquema de compra de votos e contratação de cabos eleitorais para realização de boca de urna na eleição de 2020.

Segundo o que apontou a investigação realizada no dia 15 de novembro de 2020, por meio de o então candidato ao cargo de vereador, Andrew Filintto Laurentino, contratou diversas pessoas, que eram denominadas “líderes”, para atuarem nos respectivos locais de votação do Município de Navegantes.

Cada “líder” possuía uma lista com nomes dos eleitores, com a devida identificação (nome, número de telefone e seção em que votariam), além de “santinhos” e um volume de fitas azuis, as quais eram amarradas no punho dos eleitores que assinavam o documento para, posteriormente, receberem, por votar no réu, a quantia de R$ 100,00.

Além disso, os referidos “líderes” tinham a função de recrutar novos

cabos eleitorais, mediante o pagamento de R$ 100,00 a ser feito

pelo candidato, com o fim de que fizessem boca de urna em favor do réu.  Ainda, segundo o autor, o réu estaria promovendo o transporte de eleitores. Dessa forma, em virtude do potencial lesivo das condutas e da ilicitude, o Ministério Público ajuizou a presente demanda, requerendo, ao final, a cassação do mandato do réu e a declaração de sua inelegibilidade pelo prazo legal.

A justiça já intimou uma presidência da Câmara Municipal de Vereadores de Navegantes, para que seja cumprida a decisão e o vereador seja afastado.