Homem apanha até a morte por seguranças do Carrefour

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp

João Alberto Silveira de Freitas, tinha 40 anos de idade. Ele foi fazer compras com sua esposa no supermercado Carrefour. 

“Aquele vídeo ali, cara, mostra toda a agressão que ele teve antes de vir a óbito. Além de agredirem ele, deram um mata-leão nele, asfixiaram ele, pessoal pedindo para largarem ele, para deixar ele pra respirar, porque ele gritava que não conseguia respirar, eles não largaram, quando largaram ele já estava roxo, já estava sem respirar” disse Paulão, amigo do homem que foi morto.

A PM disse que a briga começou após a um desentendimento entre a vítima e uma funcionária do supermercado. Segundo uma das funcionárias, ele havia agredido um fiscal.

Os seguranças que assassinaram João Alberto estão presos e foram pegos em flagrante. A Polícia Militar disse em nota em que o policial que participou do crime era temporário e não estava em seu horário de serviço.

O vídeo em que o João Alberto foi morto, circula nas redes sociais e causa revolta. O crime está sendo tratado como homicídio qualificado. Muitas pessoas acreditam que o que levou a agressão do rapaz é pela sua cor de pele. 

O vídeo das agressões em que a vítima sofreu: