Gastança sem limite de diárias expõe o esquema por trás da Câmara

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp

A gestão da Câmara de Vereadores de Navegantes sob o comando da vereadora Lú Bittencourt, virou um festival da farra do dinheiro público.

Somente em 2022 em menos de 4 meses de trabalho, o legislativo municipal gastou mais de R$50 mil em diárias. A desculpa usada para este gasto seria a participação de cursos.

A assessora do vereador Jonas de Souza, abocanhou mais de R$ 5 mil em diárias para participar de um curso em Brasília de Marketing Digital, enquanto o próprio vereador não pegou nenhum centavo.

Mas a campeã mesmo de gastos foi a chefe de gabinete da presidência, Ana Paula Landal, que torrou mais de R$ 7 mil em um curso de aperfeiçoamento feito fora de Santa Catarina.

Segundo fontes ouvidas pelo portal, os cursos realizados poderiam ter sido feitos em Florianópolis, mas optaram por fazer fora do estado catarinense por conta do valor pago pela diária ser maior.

Os gastos não param por aí, a vereadora Sol Dapper junto com seus dois assessores já torrou mais de R$10 mil. Os gastos tem sempre as mesmas desculpas, com a intenção de realizarem cursos.

Em termos percentuais esses gastos são os maiores dos últimos anos, gastos esses autorizado pela Mesa Diretora, composta pela vereadora e presidente Lú Bittencourt (PL), vice Jassanan Monam (MDB), Toninho Uller (Patriota) e Gabriel dos Anjos (PSC).

Todas informações repassada foram obtidas pelo portal da transparência: Gastos da Câmara de Vereadores de Navegantes