Ferry volta impedir acesso prioritário de autistas

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Não é a primeira vez que essa situação acontece - Foto: Divulgação.

No dia 18 de novembro, um bate-boca com um funcionário do ferry que estava impedindo que uma mãe em seu carro com seu filho autista de 2 anos e 9 meses pudesse acessar prioritariamente a embarcarão que realiza travessia entre Itajaí e Navegantes.

Segundo a mãe, ela tinha levado seu filho para tratamento em Balneário Camboriú, foi quando voltava para Navegantes teve o direito de acesso prioritário do seu filho negado pelo funcionário da empresa.  

O motivo da negação por parte do funcionário seria que a mãe não teria o direito de acesso prioritário. O que não é verdade, pois na Lei nº 13.146 de 06 de Julho de 2015, assegura o acesso prioritário de embarque e desembarque de deficientes físicos, incluído os autistas.

Após uma discussão, ela conseguiu passar, porém, seu filho teve crise por conta da confusão causada.

Cris afirma que os funcionários da empresa estão mal orientados, “a lei está aí e tem que ser respeitada” desabafou.

Vejam o vídeo: