Em Navegantes mulher é picada por escorpião

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp

Na última terça-feira (27), uma moradora da rua Belmiro Santiago, popularmente a rua do Açude, localizada no bairro Machados foi picada por um escorpião.

De acordo com relatos recebidos, ela procurou a Policlínica do bairro Machados, mas no local não tinha o antídoto e teve que ser levada ao hospital Nossa Senhora das Graças, apesar do susto ela passa bem.  

O bairro do Machados tem grande incidência de casos de escorpiões, o que acaba trazendo risco e preocupação dos moradores, que estão sentido falta de uma ação mais incisiva do poder público nessa situação.

 Como prevenir picadas de escorpião

Na maior parte dos casos, os escorpiões são encontrados em terrenos baldios, velhas construções, áreas verdes descuidadas, pilhas de madeira, entulho e tijolos. Também são comuns em regiões com infestação de insetos.

Para evitar as picadas, é importante tomar alguns cuidados como: não acumular lixo e entulho; usar calçado e luvas de proteção durante atividades rurais ou de jardinagem; manter limpos terrenos baldios e espaços próximos às casas; combater a proliferação de baratas e cupins; e preservar predadores naturais (seriemas, corujas, sapos, lagartixas e galinhas).

Sintomas das picadas de escorpião

Assim como as picadas de vespa e abelha, a picada de escorpião deixa a região inchada e avermelhada. Além disso, ela provoca dor intensa e imediata. Casos graves podem, ainda, provocar aumento da frequência cardíaca, salivação aumentada, falta de ar e pressão arterial baixa.

Primeiros socorros

Picadas de escorpião podem levar à óbito, por isso, é importante agir rapidamente após a ocorrência. O primeiro passo é lavar a picada com água e sabão e não espremer ou aplicar produtos na região. Em seguida, é indispensável entrar em contato com uma equipe de emergência para receber atendimento médico e, caso necessário, aplicação de soro contra o veneno do escorpião.