Em Itajaí homem atira em si mesmo e acaba preso

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp

Na tarde deste domingo (10), por volta das 15h30, a Polícia Militar foi acionada para uma ocorrência de disparo de arma de fogo na rua Tijucas, no Centro em Itajaí.

No local os policiais militares se depararam com grande movimentação na entrada do edifício. Em conversa com alguns moradores foi relatado que houve um provável disparo de arma de fogo em um dos apartamentos.

Seguindo até o apartamento os policiais se depararam com um homem de 37 anos alvejado na região do abdômen, deitado no quarto, com a sua companheira de 23 anos.

O socorro médico foi realizado pelo Corpo de Bombeiros Militar, que após estabilização conduziu o homem ao hospital Marieta Bornhausen.

De acordo com o relato do homem envolvido, a arma de fogo utilizada seria a sua própria pistola Glock, calibre 40, que ainda estava municiada. Ele contou aos policiais que estava manuseando a pistola, quando foi conferir se havia munição na câmara, realizou o disparo acidental.

Também foi colhido o depoimento da companheira do homem e de uma testemunha, vindo esta última a relatar que antes do disparo o homem havia ameaçado a companheira, devido à ameaça de término do relacionamento. Já havia um histórico de ocorrência onde a mulher havia sido agredida por meio de uma faca.

Durante as buscas foram localizadas na residência várias armas de fogo e munições: um fuzil, calibre 5,56 mm; uma pistola calibre .380; uma pistola, calibre 9 mm; uma pistola, calibre 40, 28 munições de 380, sendo deflagrada, 2 munições de 9mm, vários carregadores e 3 coldres.

Também foram encontrados na residência um cigarro de maconha, uma porção de cocaína, quatro comprimidos de ecstasy, 0,5 grama de MD e 0,5 grama de cristal pertencentes ao homem. Além disso, dois celulares da marca Apple foram apreendidos.

Após ser acionada a Polícia Civil e o IGP que estiveram no local, todos os envolvidos e armamentos foram encaminhados à Central de Plantão Policial de Itajaí para as providências legais cabíveis. O homem após receber alta foi autuado pelo crime de ameaça no âmbito da Lei Maria da Penha.