CoronaVac é aprovada emergencialmente com ressalvas pelo gerente da Anvisa

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
A CoronaVac é produzida pelo Instituto Butantan em parceria com o laboratório chinês Sinovac - Foto: Divulgação.

Neste domingo (18), o gerente-geral de Medicamentos e Produtos Biológicos da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), Gustavo Mendes, afirmou que o imunizante produzido pelo Instituto Butantan com o laboratório chinês Sinovac, teve o dado de imunogenicidade considerado não adequado, mas, devido a necessidade brasileira, recomendou a aprovação.

Os questionamentos feitos estão a respeito da duração da proteção da vacina. Além disso, há falta de dados suficientes para estabelecer conclusão ou para mostrar uma tendência de eficácia contra as formas moderadas e graves da doença.

A imunogenecidade nada mais é do que a capacidade que uma vacina tem de estimular o sistema imunológico a produzir anticorpos. A eficácia geral realizada pela Anvisa da vacina da Coronavac foi de 50,39%.