Com a alta nas temperaturas, sobe o alerta para o perigo em banhos de cachoeiras

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Imagem/Divulgação

Com a vinda de altas temperaturas, uma segunda opção para se refrescar é as cachoeiras em diversos pontos no estado e do país; só que poucos desconhecem ou fingem não saber os perigos que esses lugares podem ter.

 Nos últimos trinta dias, ou nem isso, já houveram vários registros de acidente nesses lugares; leiam os casos mais recentes:

Uma médica foi picada por uma cobra jararaca no domingo (30), enquanto se banhava em uma cachoeira em Nobres, a 151km de Cuiabá. A ação foi toda filmada por um dos colegas que estava junto no local.

Outros dois casos que iremos trazer aconteceram neste último domingo (13): Um rapaz de 22 anos, morador de busque morreu afogado após entrar na cascata do Fernandez, em São João Batista, segundo relatos, ele havia ingerido bebida alcoólica antes de entrar na água, após 3 horas de buscas, seu corpo foi encontrado em um buraco de aproximadamente 4 metros de profundidade.

E por ultimo é o caso das duas meninas de 19 anos que morreram após caírem de uma cachoeira na cidade de Lages. As duas não resistiram aos ferimentos e faleceram no mesmo dia do acidente.

Cachoeiras possuem perigos que nem sempre estão à vista, sem contar a famosa “tromba d’água” que surge do nada trazendo muita quantidade de água capaz de arrastar qualquer coisa por metros de distância. Fica o alerta para quem frequenta esse local, todo cuidado é pouco!