Caso Mariane poderá ser elucidado ainda essa semana

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp

Na sexta-feira (09), com o aparecimento do corpo de Mariane Kelly de 35 anos, que foi encontrada morta com mãos e pés amarrados no Rio Itajaí-Açu, a Polícia Civil de Itajaí iniciou as investigações.

Em menos de 24h, as investigações apontaram que o carro que Mariane entrou não foi de aplicativo, mas sim de um veículo da vizinha do casal que era utilizado pelo esposo.

A versão usada por Joedson onde dizia que sua esposa teria entrado em um veículo de aplicativo logo foi desmentida, e ele passou de testemunha para suspeito no caso.

Mariane foi encontrada com perfuração de faca no tórax e com lesões na cabeça, que pode ter sido realizado por uma pedra. A polícia já aprendeu celulares de suspeitos, e a vizinha ainda não foi localizada pela polícia.

O carro que possa ter sido utilizado no assassinato foi encontrado no Morro do Leiteiro, no bairro Escalvados, em Navegantes no último sábado (10). Com isso os investigadores acreditam que nos próximos dias já terão a resposta de quem tenha sido o autor do assassinato de Mariane.