CASO GABRIELLA: Leonardo é condenado a 12 anos em regime fechado

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp

Leonardo Nathan Chaves Martins foi condenado a 12 anos de reclusão, em regime fechado, pelo crime de homicídio qualificado contra a jovem Gabriella Custódio Silva, em Joinville.

A jovem tinha 20 anos quando foi assassinada, em 23 de julho de 2019, na casa dos pais de Leonardo em Pirabeiraba, na zona Norte da cidade.

Leonardo era acusado por homicídio duplamente qualificado (feminicídio e por dificultar a defesa da vítima) e por fraude processual.

Os sete jurados, depois de quase 11 horas de julgamento, decidiram que ele era culpado pelo crime, mas não acataram a qualificadora de feminicídio, que elevaria a pena de Leonardo. Por isso, ele recebeu a pena mínima para homicídio doloso (em que há intenção de matar), com a qualificadora de dificultar a defesa da vítima.

Julgamento durou mais de 10 horas e terminou às 20 horas desta terça-feira (27).