Candidata a vereadora Maria Flor está usando cargos comissionados em sua campanha

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp

Faltando menos de 30 dias para as eleições municipais, os candidatos estão a todo vapor. Em Navegantes não é diferente, mesmo o prefeito Emílio Viera fora do pleito eleitoral, disponibilizou a máquina pública para tentar eleger vereadores do seu partido, sendo um deles a Sra. Maria Flor.

Não é a sua primeira vez, em 2016 ela disputou as eleições, mas o povo não a elegeu. Em 2017, 2018 e início de 2019 Maria Flor ficou no comando da secretaria do setor de comunicação da prefeitura, em sua passagem na pasta foram gastos aproximadamente R$ 4 milhões em publicidade.

Em abril de 2019 ela foi nomeada para a pasta da Assistência Social e sua passagem foi marcada por polêmicas e falta de empatia com o povo mais carente. Em julho do mesmo ano, ela foi pivô da agressão ao jornalista do portal Abre Olho Notícias, que buscava uma resposta sobre os abrigos provisórios para os moradores de rua em situação de vulnerabilidade. Sem ter o que responder colocou um dos funcionários para agredir o jornalista, caso que está tramitando na justiça.

Mas o que vem chamando a atenção, é a quantidade de cargos comissionados que estão na rua trabalhando para a ex-secretária. Entre eles está o até então sub prefeito do bairro Nossa senhora das Graças, Geovani Gazaniga que recebe pouco mais de R$10 mil por mês.

Geovani Gozanga está ao fundo de camiseta branca vulgo Sassá, em campanha para a candidata no bairro Porto das Balsas.

Essa possibilidade, cargos comissionados estarem na rua, acontece por conta de uma jogada do prefeito que alterou os horários de funcionamento do setor público da cidade, que agora funciona das 7h às 13h.

Ciente da reportagem da redação, o prefeito Emílio exonerou nesta terça-feira (20), alguns dos cargos citados pela reportagem.