Aeroporto de Navegantes é leiloado sem a construção da nova pista

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp

Na manhã desta quarta-feira (07), foram leiloados por mais de R$2 bilhões à iniciativa privada os aeroportos do Bloco Sul. A Companhia de Participações em Concessões, do grupo CCR, foi quem deu o maior lance e levou dois dos três blocos.

Entre os terminais do Bloco Sul estão o aeroporto Internacional Ministro Victor Konder, em Navegantes, que foi leiloado sem a obrigatoriedade da construção da segunda pista conforme apontava o plano Diretor.

Essa situação gerou um impasse, que foi parar na justiça e por pouco o leilão não foi suspenso. O senador Esperidião Amin cogitou até solicitar um pedido de impeachment do presidente Bolsonaro por conta desse leilão.

Além dos aeroportos de Navegantes e Joinville, CCR também será responsável pelos terminais das seguintes cidades: Curitiba, Foz do Iguaçu e Bacacheri, no Paraná; Uruguaiana, Bagé e Pelotas, no Rio Grande do Sul.

O leilão começou por volta das 10h e foi conduzido pelo Ministério da Infraestrutura, por meio da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil). Ao todo, três empresas apresentaram proposta para a concessão dos aeroportos.

Durante a semana, novos aeroportos serão leiloados na chamada “Infraweek”. Ao todo, 22 terminais serão repassados à iniciativa privada em 12 estados brasileiros.

Os contratos de concessão leiloados nesta quarta têm duração de 30 anos.