A compra da moto arrastada por caminhão era um sonho do casal

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp

Ganhou grande repercussão a colisão entre um caminhão e uma moto na BR-101, no km 106, sentido Sul, no município de Penha, litoral Norte catarinense. Após a colisão, o caminhoneiro arrastou a moto por 32 quilômetros com o motociclista pendurado na cabine do caminhão.

Na motocicleta estavam Anderson Pereira de 49 anos e sua esposa Sandra Pereira de 47 anos, que veio a falecer no final da tarde deste domingo (07), no hospital Marieta Konder Bornhausen, em Itajaí.

O casal voltavam de um passeio da cidade de Campo Alegre, quando o acidente aconteceu. Segundo relatos recebidos, a motocicleta teria sido adquirida há dois meses e era um sonho do casal.

O caminhoneiro estava sob o efeito de drogas e poderá responder por tentativa de duplo homicídio, com agravante após a morte de Sandra.

O pedido de prisão preventiva solicitado pelo delegado de Balneário Camboriú foi acatado pela justiça, e o caminhoneiro que é do Rio Grande do Sul está preso no Complexo Penitenciário de Itajaí (Canhanduba).