Vereador de Navegantes insinua que o ferry já realizou pagamentos de propina para políticos

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp

No dia 3 de março de 2022 o vereador Jassan Monan (MDB) votou contrário a uma moção de repúdio contra a empresa NGI Sul, popularmente conhecida como ferry.

Na sua fala, o referido vereador afirmou que “políticos da cidade toda vida pegaram uns negocinhos ali”, no qual está sendo entendidos por muitos como o pagamento de propina.

Monan tem laços estreitos com a empresa, onde ele é funcionário há mais de 30 anos e hoje ocupa o cargo de presidente do sindicato.

Na sessão o então vereador Gerson (PSD) propôs uma moção de repúdio contra a empresa pelas péssimas condições em que ela oferece os serviços aos seus usurários, mas a moção foi rejeitada por cinco votos contrários.

Sendo eles:

  • Jassanan Monan (MDB);
  • Adriana Macarini (PL);
  • Toninho Uller (Patriota);
  • Lorival Kempener (PP);
  • Sol Dapper (União Brasil).

O caso vem ganhando grande repercussão pois a fala do vereador é grave e ele tem por obrigação explicar quais “negocinhos” ele se refere e ainda expor quais eram esses políticos.  

Entramos em contato com a empresa NGI Sul para falar sobre a fala do vereador, mas até o publicar dessa matéria não fomos respondidos e também, estivemos em contato com o vereador Jassan Monan (MDB), mas não tivemos retorno.

Vejam o vídeo: