SUPERSALÁRIO: Governador Carlos Moisés tem seu contracheque de R$ 83 mil vazado

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp

Vazou o contracheque de novembro do governador de Santa Catarina Calor Moisés da Silva (PSL), com um total de R$ 83.179,36. Todo esse montante acontece por conta do acumulo de salário de governador no valor de R$ 30.000,00 e R$53.179,36, referente a proventos de inativos como coronel do Corpo de Bombeiros Militares de Santa Catarina.

As mensagens virilizaram na rede, com piadas do tipo, “vejam o salário da nova política”. Um Projeto de Lei Complementar (0029.9/2018) que havia sido aprovado no fim de 2018. A proposta proibia o acúmulo dos rendimentos de aposentadorias ou pensões do Estado, com salários de cargos comissionados na administração pública.

O PLC é de autoria do deputado Kennedy Nunes (PSD). A proposição previa que o servidor inativo ou da reserva nomeado para cargo em comissão deveria optar ou pela aposentadoria ou pelos vencimentos do cargo.

Vejam a nota oficial do governo:

“ Os valores dos vencimentos do governador Carlos Moisés que constam no Portal da Transparência referentes a novembro, pagos em dezembro, correspondem à soma da remuneração mais o décimo terceiro salário, cuja primeira parcela já havia sido efetuada em agosto.

Além disso, os números demonstrados são valores brutos, sem descontos dos encargos. Somando as deduções em folha há um abatimento no valor total de quase R$ 50 mil dos vencimentos recebidos, incluindo pagamento do Imposto de Renda e contribuição com a previdência (Iprev).

Carlos Moisés recebe o salário de governador e o de Bombeiro Militar de Santa Catarina, corporação em que atuou por mais de 30 anos. A acumulação do salário de aposentadoria com o cargo eletivo é prevista pela Constituição Federal. ”