Search
Close this search box.
Search
Close this search box.

Secretária de Assistência Social de Navegantes é acusada de assédio e de incompetência por servidor

Eduardo Figueiredo, servidor público da pasta da Assistência Social, tornou público uma série de denúncias através de suas redes sociais, expondo preocupações sobre a gestão e práticas da secretária Juliana Pinto. Entre as principais reclamações, Figueiredo destaca assédios, questões operacionais e desafios enfrentados por pessoas em situação de vulnerabilidade.

O servidor menciona o assédio no ambiente de trabalho, abordando o tema de forma direta e destacando a necessidade de atenção a essas situações. Além disso, critica a existência do banco de horas para os comissionados, considerando-o desnecessário e prejudicial ao bom funcionamento da equipe.

Outra crítica apontada por Eduardo refere-se ao cartão que substituiu a cesta básica para pessoas em situação de vulnerabilidade. Ele menciona falhas no sistema onde os beneficiários passam por humilhação no momento da compra. Ele fala ainda fala que existiria uma seleção de quem faz banco de horas favorecendo “amigos” de determinadas pessoas.

Eduardo contam que já realizou denúncia na ouvidoria do município, e que falaram que iriam abrir um processo disciplinar para apurar as denúncias, mas até agora nada foi averiguado.