Saúde despreza lei e faz idoso sofrer na fila da Farmácia Municipal de Navegantes

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp

Ser preferencial não é uma regalia. É um direito. Parece óbvio, mas, na prática, aqueles que carecem de atendimento diferenciado atestam o contrário. Basta sair de casa para que gestantes, idosos. deficientes e obesos, além de não terem o “privilégio” assegurado, se depararem com situações, no mínimo, preconceituosas e constrangedoras.

De acordo com a Lei Federal 10.048/2000, deficientes, idosos, gestantes, lactantes, pessoas com crianças de colo e obesos têm atendimento prioritário. Nesse caso órgão público são obrigados a respeitar a lei e dar prioridade para essas pessoas, pois bem, em Navegantes na Farmácia Municipal da cidade isso não ocorre, com apenas duas pessoas atendendo, moradores navegantinos sofrem com o desrespeito.

Nesta segunda-feira (05), pessoas passaram mais de três horas para buscar os medicamentos, alguns ao serem chamado receberam a notícia que nem medicamento tinha. O pior da situação que no local não existe atendimento prioritário, os atendimentos que acontece é por ordem de chegada.

Maeli Santos é mãe de primeira viaje e está no 5º mês de gestação e contou ao portal  que foi até a farmácia municipal buscar medicamentos, quando chegou ao local notou que tinha 50 pessoas na sua frente, ao questionar uma funcionária da farmácia se existia senha preferencial, uma das atendentes foi bem categórica e falou “que por falta de funcionários, não pode fornecer esse serviço” contou. Tal situação deixou Maeli indignada, ela ainda conta que viu idosas esperando por horas por não ter uma senha preferencial, “existe uma lei e nem isso cumpre”, desabafou.

O caso foi denunciado ao Ministério Público de Santa Catarina para que as devidas providências possam ser tomadas. Até o publicar dessa matéria nem a secretária da saúde Marluza Trevissan ou adjunto Aldo Marque Peres Filho se manifestaram sobre a situação.

DESCASO NA SAÚDE

DESCASO NA SAÚDEVeja as condições que se encontra a farmácia municipal de Navegantes, mais de 100 pessoas esperando para ser atendida e apenas duas pessoas atendendo.No local não existem atendimentos preferenciais para idosos, gestantes e portadores de alguma deficiência…olha que isso é lei, mas os comissionados do vereador Samuel Paganelli na saúde não estão nem aí para isso.

Posted by Abre Olho Notícias on Monday, August 5, 2019