Órgãos de controle e fiscalização querem lockdown de 14 dias em Santa Catarina

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp

Os órgãos estaduais e federais se manifestaram nesta sexta-feira (26), recomendando ao governo do Estado de Santa Catarina a suspenção por pelo menos 14 dias em todas as atividades não essenciais em todo o território catarinense ou, no mínimo, em todas as regiões de saúde classificadas no nível de risco potencial gravíssimo.

O documento tem a assinatura do Ministério Público Estadual (MPE), o Ministério Público Federal (MPF) e o Ministério Público do Trabalho em Santa Catarina (MPT), o Tribunal de Contas do Estado (TCE), a Defensoria Pública do Estado de Santa Catarina e a Defensoria Pública da União.

O governador Carlos Moises (PSL), tinha 24 horas para se manifestar, e neste sábado (27), através de uma resposta oficial contendo sete página, o governador se posicionou contrário a recomendação.