Justiça concede liberdade para o motorista do Jaguar que matou duas jovens em Gaspar

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp

Na noite desta sexta-feira (26), O STJ (Superior Tribunal de Justiça) expediu uma liminar nesta que possibilitou a liberdade provisória de Evanio Prestrini, 31 anos, motorista do Jaguar envolvido no acidente que matou duas jovens na BR-470, em Gaspar, em fevereiro desse ano.

A liminar foi expedida perto de 19h pelo Ministro João Otávio de Noronha, do STF, em regime de plantão, após a defesa de Prestrini entrar com recurso na terça-feira (23). Horas depois, a juíza substituta Cibelle Mendes Beltrame, da comarca de Gaspar, onde ocorreu o acidente, assinou o alvará de soltura do homem.

A juíza substituta Cibelle Mendes Beltrame, da comarca de Gaspar, que assinou a ordem de soltura de Evanio Prestini, após o habeas corpus concedido pelo STJ, em Brasília, impôs algumas medidas cautelares para ele.

  • Comparecer em juízo a cada 30 dias para prestar esclarecimentos sobre sua vida;
  • Proibição de frequentar bares e boates;
  • Não se ausentar da cidade onde mora por mais de 30 dias sem autorização judicial;
  • Ficar recolhido em casa das 20h até as 6h e em período integral em dias de folga do trabalho;
  • Suspensão da Carteira Nacional de Habilitação e por consequência, a proibição de dirigir
  • Caso qualquer uma das condições seja descumprida, ele poderá ser preso novamente.