Itajaí em alerta por conta da morte de um macaco

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp

Em Itajaí, o setor de saúde da cidade está em alerta após a morte de um macaco na cidade. Isso porque a causa da morte pode ter ocorrido por conta da febre amarela.

Uma força tarefa foi montada neste sábado (14), na localidade de brilhante, para vacinação dos moradores.

A descoberta ocorreu após um cachorro de uma moradora da comunidade aparecer com o antebraço do macaco de espécie bugiu. Buscas foram realizadas para achar o restante do animal, porém até agora nada foi encontrado.

Por conta disso não poderá afirmar se o animal morreu por conta da febre amarela. Mas mesmo assim em forma de prevenção, o setor de epidemiológico foi acionado para cumprir um protocolo de segurança.

O macaco não transmite a doença, mas atua como “Anjo da Guarda”, pois sinaliza a presença do vírus em determinada região. Estes animais também são vítimas da doença e são os primeiros a serem afetados por viverem nas matas, mesmo local que os mosquitos transmissores. No começo do ano, um sagui apareceu morto no bairro São João. Mas os testes da febre amarela deram negativo.

Quem deve tomar a vacina:

Desde o ano passado Santa Catarina se tornou área com recomendação da vacina da febre amarela. A vacinação é indicada para pessoas acima de nove meses de idade até 59 anos, que nunca tenham tomado à vacina. A dose é única e é oferecida nas unidades de saúde durante todo o ano.

No caso de gestantes e idosos com mais de 60 anos, a regra é buscar orientação médica.