Governador Carlos Moisés ameaça romper com o PSL

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp

Lideranças do PSL de Santa Catarina estão extremamente descontentes com as atitudes do governador Carlo Moisés, que só foi eleito por ter surfado na onda Bolsonaro. O fato é que ele tem seguido na contramão das diretrizes do partido, deputados estaduais eleitos do PSL, ameaçam fazer oposição, e já houve uma debandada de suplentes descontentes com as nomeações que favoreceram militares da reserva e membros do MDB.

Moisés tem efetuado ações no mínimo contraditórias pois enquanto Bolsonaro beneficia os agricultores barateando o custo dos insumos agrícolas, ele sobretaxou em 17% os mesmos.

Carlos Moisés também criticou os filiados do PSL que defendem as principais pautas do presidente Jair Messias Bolsonaro como “o pessoal da arminha”. Em ato de repúdio a declaração de Carlos Moisés, o deputado estadual Jessé Lopes (PSL), tirou a foto do governador do lado da foto de Bolsonaro e colocou no chão escrevendo “de castigo”. Ao saber do fato, Moisés falou com o presidente estadual do PSL, o deputado federal, Fabio Schiochet, exigiu a imediata expulsão dos deputados Jessé e Ana Caroline Campagnolo do partido, e também criticou pelas redes socias.

O presidente nacional do PSL Luciano Bivar não gostou nada de perder deputados, mas Moisés chegou ao ponto de dizer, “ou eles ou eu”. Fontes da Assembleia Legislativa de Santa Catarina, informaram ao portal que o governador está namorando com o MDB.

Estamos de olho!