Funcionário demitido da Havan de Porto Belo se diz injustiçado

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp

No último domingo (07), Mateus Gomes fez um desabafo em seu perfil na rede social, após ser demitido da Loja Havan de Porto Belo, no seu desabafo, ele afirma que a nova gerente do local é rude e humilha os colaboradores, que houve casos em que funcionários chegaram a ter acompanhamento psicológico.

Mateus relata que sempre trabalhou de forma exemplar na loja, e bastou um desentendimento com um cliente, que a gerência do local o demitiu por justa causa. O seu desabafo foi feito para chamar a atenção do empresário e dono da rede de lojas Havan Luciano Hang.

A esperança de Mateus é encontrar no coração de Luciano que sempre foi um bom patrão e parceiro dos empregados, simpatia e a oportunidade de esclarecer a situação.

Em contato com a Havan de Porto Belo, a gerente do local se negou a responder as acusações feita pelo ex-colaborador.

Boa noite seu Luciano, até semana passada eu fazia parte do quadro de colaboradores da Havan. Empresa no qual estava…

Posted by Mateus Gomes on Sunday, July 7, 2019

V

 

Veja o desabafo do ex-funcionário da loja:

 

  • Boa noite seu Luciano, até semana passada eu fazia parte do quadro de colaboradores da Havan. Empresa no qual estava trabalhando a 1 ano e 6 meses, empresa no qual adorava trabalhar. Em agosto de 2018 tivemos uma troca de gerência e admitimos que foi algo que causou muitos transtornos, muito descontentamento, e MUITA DEMISSÃO. A equipe 117 Havan de Porto Belo recebeu a nova gerente de forma mais calorosa que podia, todos bem disponíveis e receptivos, mas não foi a forma que nos sentimos.
  • Desde o primeiro instante a nova gerente chegou impondo, sendo rude e muitas vezes até humilhando alguns colaboradores.
  • Clientes já presenciaram ela gritando com colaboradores, colaboradores tiveram que fazer acompanhamento psicológico, e sem contar do ENORME número de demissões que começou a acontecer.
  • Muitas demissões sem justificativa decente. Colaboradores que cumpriam horários, estavam na empresa a 1 anos, 2 anos, 3 anos, colaboradores exemplares. Líderes, monitoramento, eletro e demais setores foram despencando devido as demissões injustas. Chegou a um ponto de todos irmos trabalhar com medo de se teríamos o emprego no dia seguinte ou não, mesmo fazendo tudo certo.
  • Eu, Mateus, inúmeras vezes troquei folga a pedido de gerente e liderança, fiz hora extra mesmo quando já tinha compromisso marcado, devido a necessidade da empresa, nunca me importei, troquei de turno para atender a necessidade da empresa. E durante uma campanha, onde era distribuído cartões de “atendimento nota 10”, ganhei inúmeros.
  • Na semana passada um cliente foi rude e nos desentendemos, concordo que não foi o mais certo, mas me senti muito humilhado pelo cliente. E para piorar, além de ser humilhado pelo cliente, recebi minha demissão por JUSTA CAUSA.
  • Sim, após receber INÚMEROS cartões de ótimo atendimento, UMA reclamação fez com que a gerente me demitisse. Não levei advertência, não levei suspensão, simplesmente levei uma JUSTA CAUSA. Te pergunto, será que está certo uma pessoa brincar com a vida das outras? Pois todos temos casa, contas para pagar, a nova gerente demite e admite a hora que dá vontade, basta não ser puxa saco que você estará com o pé na rua.
  • Se for feito um levantamento, da Havan de porto belo, desde o dia 18/11/2017 até hoje, vai ser bem visível o aumento significativo no número de pessoas que entrou e saiu da loja desde agosto de 2018. Colaboradores que montaram a loja e colaboradores que já eram de outras lojas anteriormente. Então é isso seu Luciano. Se possível, leia e pense um pouco nisso!