Ferry tenta amenizar reclamação e afirma que irá emitir nota fiscal

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp

A onda de reclamações contra a enpresa NGI Sul responsável de realizar a travessia entre Navegantes e Itajaí só tem aumentado, cada semana uma reclamação diferente, empresa essa que opera através de uma autorização concedida pelo extinto órgão do estado (Deter).

Desde 1985 a mesma empresa realiza o serviço, hoje NGI Sul. Na época, ainda era chamada Navegação Santa Catarina. O governo do Estado confirmou que irá rever essa autorização concedida, de acordo com o deputado estadual Coronel Mocellin, “da forma que está não poderá continuar”, declarou.

Um vídeo de um comerciante indignado com o ferry repercutiu. No video, Alan Mesquita questionou a forma atrasada da empresa na emissão das notas fiscais, que segundo ele está totalmente irregular.

FERRY-BOAT NAVEGANTES

Morador grava um vídeo indignado com o Ferry-boat devido ao desrespeito. 🧐

Posted by Abre Olho Notícias on Sunday, July 28, 2019

Hoje a empresa NGI Sul afirma que arrecada mensalmente em torno de R$ 600 mil, mas tal valor é questionado pois não se sabe o número exato de automóveis, pedestres, ciclistas e motociclistas que circulam nas duas travessias.

Devido a excedente enxurrada de reclamações, a empresa divulgou que irá aumentar o tamanho das balsas e que fará emissão de nota fiscal eletrônica até quarta dia 7 de agosto.

Atualmente, os valores da passagem da travessia variam de R$ 1,45 para pedestre a R$ 14,20 pra caminhões. Carros pagam R$ 9,05 e motos, R$ 2,30 (sem contar o carona). As tarifas são fixadas e reajustadas com autorização do Estado.