Familiares e amigos pedem prisão de suspeito pela morte de Gabriella

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp

Aconteceu nesta segunda-feira (05), a reconstituição da morte da jovem Gabriella, estiveram na casa dos pais do namorado dela a Polícia Civil e o Instituto Geral de Perícias (IGP). Participaram da reconstituição do assassinato o autor Leonardo e mãe dele. O delegado espera o resultado dos laudos do IGP para decidir se pede a prisão preventiva do suspeito por feminicídio.

Gabriella Custódio morreu em 23 de julho com um tiro no peito. O companheiro dela, Leonardo Nathan Chaves Martins, abandonou-a no hospital em Joinville e disse à polícia que o disparo foi acidental.

Peritos fazem reconstituição da morte de Gabriella Custódio (Foto: IGP/Divulgação).

Manifestação 

Neste domingo (04), familiares e amigos da jovem de Gabriella Custódio da Silva, 20 anos morta pelo companheiro comum tiro no peito manifestaram pedindo justiça. O manifesto teve início em Penha e terminou em frente a prefeitura de Joinville. Uma página com mais de 13 mil seguidores foi criada em homenagem a Gabriella.

Imagem/Divulgação