Estudo aponta que a Hidroxicloroquina reduz risco de morte por Covid-19 em 30%

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Imagem/Divulgação

De acordo com um estudo realizado por Mediterranean Neurological Institute e da Universidade de Pisa, o risco de morte por pessoas infectadas e que utilizam o medicamento Hidroxicloroquina é reduzido em 30%.

O estudo realizado analisou 3.451 pacientes com a doença no período de 19 de fevereiro a 23 de maio em 33 hospitais em diversas regiões da Itália.

O epidemiologista Augusto Di Castelnuovo, responsável pelo estudo, em um comunicado a imprensa disse: “Observamos que os pacientes tratados com hidroxicloroquina tiveram uma taxa de mortalidade hospitalar 30% menor em comparação com aqueles que não receberam esse tratamento”.

De acordo com o médico, os resultados positivos foram principalmente naqueles pacientes que desenvolveram um estado inflamatório mais evidente da doença.

A hidroxicloroquina tem sido utilizada no tratamento da malária e de doenças autoimunes, como artrite reumatoide, lúpus eritematoso sistêmico e síndrome antifosfolipídica. Mais recentemente, apresentou um papel promissor em infecções virais já que inibe a entrada e disseminação viral em modelos in vitro e in vivo, conforme descreve o estudo.