Com suspeita de ilegalidade, o processo de licitação das apostilas foi suspenso em Navegantes

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp

Implantada no ano de 2014, as apostilas da Positivo tinha a missão de garantir uma melhor qualidade no ensino municipal de Navegantes, esse material até o ano passado auxiliava na educação dos alunos do 1º ao 5º ano.

Desde 2014 as apostilas eram usadas no aprendizado em cidade, mas esse ano os alunos não terão mais esse material para auxilia-los no aprendizado dos alunos. Segundo apurado pela nossa equipe, o processo de licitação das apostilas foram suspensas por suspeita de ilegalidade, a recomendação da suspensão partiu do próprio Tribunal de Contas de Santa Catarina.

A Editora Positivo e a Editora Ática iniciaram uma disputa com recursos uma contra outra logo após os recebimentos das notas na avaliação do material. Mesmo a Positivo ter recebido uma nota superior, entrou  com recurso contra Ática, segundo os argumentos, a empresa Ática não cumpria os requisitos no edital e pedia inelegibilidade da concorrente.

Com toda essa disputa, a comissão optou pela suspensão do processo licitatório, nela eles afirmam que há  “vícios”  que ferem alguns princípios que norteiam a Administração Pública. Em Contato com a secretaria da educação, eles informaram que ao longo dos anos os resultados com o uso das apostilas não foram satisfatório no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) e por isso irão utilizar o material do MEC.

Segundo representantes da educação irá ser utilizado os materiais fornecidos pelo MEC, “são tão bons quanto as apostilas”. Questionamos  como ficaria a situação até a chegada dos materiais educacionais do Governo Federal ? Segundo informado, foi liberado um número maior de impressão de folhas sulfites nas escolas, para que os professores possam utilizar no ensino dos alunos.

Outro lado da moeda

Na cidade de Penha as informações na educação municipal são outras, a diretora Camila da Escola Básica Municipal João Batista da Cruz afirma que após implementação das apostilas no ano de 2017 na escola, houve um crescimento significativo no ensino, trazendo bons resultados na educação dos alunos. Como a avaliação acontece a cada dois anos, somente nesse ano teremos certeza do trabalho implementado nas escolas.