Search
Close this search box.
Search
Close this search box.

Chero poderá voltar a receber em casa salário de R$10 mil por mês

2° vara Civil de Navegantes através de uma liminar determinou a suspensão da decisão da perda do mandado do ex-vereador Valmir Cesar Francisco (PSDB). Chero teve seu mandato cassado no dia 21 de novembro de 2019, após ter deixado de comparecer à terça parte das reuniões ordinárias da Câmara.

De acordo com o ex-presidente, Jefferson Machado Macarini (PSDB), será protocolado um agravo contra a decisão, Jeff ainda criticou a decisão do judiciário afirmando que a cassação do mandato do ex-vereador foi seguida corretamente conforme manda o regimento o interno e a Lei Orgânica do Município.

Chero segue cumprido medida cautelar como uso da tornozeleira em sua residência, na decisão o ex-vereador está impedido de assumir qualquer cargo público. Até que seu mandato fosse cassado, o ex-vereador recebia um salário que passava de 10 mil por mês.

Operação Falta de Água:

No dia 13 de junho de 2019 foi deflagrada pela 4ª promotoria de Ministério Público de Santa Catarina em Navegantes, sob o comando do promotor Marcio Gai Veiga, uma operação que contou com o apoio do GAECO (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado). Na operação cinco mandados de prisão temporária e 22 mandados de busca e apreensão foram cumpridos. A operação apura eventuais crimes de corrupção passiva e ativa, organização criminosa e lavagem de dinheiro praticados por agentes públicos e empresários ligados à Secretaria de Saneamento de Navegantes (SESAN).