Carrefour mantém as portas abertas com funcionário morto no local; internet se revolta

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Imagem/Divulgação

Na sexta-feira (14) um representante de vendas que estava trabalhando em um supermercado da rede Carrefour acabou falecendo por um infarto dentro da loja. Mas no momento em que o fato aconteceu, simplesmente decidiram tampar o corpo com guarda-sóis e em volta colocar caixas de papelão ao invés de fecharem o estabelecimento para as ações devidas serem realizadas.

Funcionários do local alegaram que “os serviços continuaram normalmente”. O Carrefour identificou o homem como Moises Santos, mas que a esposa do promotor o identificou como Manoel Moises Cavalcante.

O triste acontecimento foi no bairro da Torre, na zona Oeste da capital Pernanbucana, mas que veio à tona somente neste dia 18 após grande repercussão gerada nas redes sociais.

A atitude de deixar o corpo do Funcionário que prestava serviços para o Carrefour gerou muitos comentários e burburinhos dentro do supermercado. A esposa do falecido comentou sobre o ocorrido “Eu fiquei indignada. O ser humano não vale nada, as pessoas só se importam com o dinheiro. Acho que era uma questão de respeito. Seria muita coisa se eles tivessem baixado as portas, mas no momento, não pensaram no ser humano, só pensaram no dinheiro. É um sentimento horrível”.