Candidato à prefeitura de Penha tem candidatura impugnada pelo Ministério Público

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Imagem/Divulgação

Evandro do Navegantes teve sua candidatura a prefeito na cidade de Penha nas eleições municipais impugnada por conta de “rolos com a justiça” enquanto esteve no comando da Câmara Municipal de Penha nos anos de 2005 a 2006.

O até então candidato a prefeito teve suas contas públicas relativas do exercício do cargo de presidente da câmara de Vereadores nos anos acima mencionados, rejeitadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE), por irregularidade que configuram ato de improbidade administrativa. “O que o torna inelegível pelo prazo de oito anos”, explica o promotor.

O advogado de defesa dele, Luiz Magno Pinto Bastos Jr,  alegou que “A decisão referida no documento remete aos anos de 2005 e 2006, ou seja, 14 anos já se passaram da citada irregularidade, que diz respeito ao procedimento adotado pela câmara há muito tempo: o adiantamento aos vereadores de despesas feitas por estes na realização de suas atividades funcionais. Esse procedimento, no entanto, até o momento desta decisão proferida, nunca havia sido apontado como irregular nas análises anteriores feitas pelo TCE”.

 Ainda complementa dizendo que não foi cometido quaisquer atos que configuram improbidade administrativa ou corrupção durante o tempo que esteve em seu mandato.