Autor do estupro da ex-enteada de seis anos é condenado a 72 anos de prisão em Penha

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp

Nesta sexta-feira (20), o Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC) divulgou a condenação de um homem de 43 anos que estuprou a ex-enteada de apenas seis anos de idade, em Penha. De acordo com a denúncia do Ministério Público, os abusos teriam acontecido pelo menos quatro vezes.

No depoimento em juízo, a criança contou que não revelava os abusos por medo que ele viesse fazer algo com sua irmã menor de dois anos. Ela ainda relatou que era obrigada a ir para o quarto com o acusado e, neste ambiente, ele tampava sua boca para que não pudesse gritar, deixando a irmã menor do lado de fora chorando e batendo na porta. Os abusos teriam acontecido durante mais de um ano.

Baseado no laudo e no depoimento da vítima, o juiz da 2ª Vara da comarca de Balneário Piçarras, Luiz Carlos Vailati Júnior condenou o autor dos atos libidinosos em 72 anos de prisão pelo crime de estrupo de vulnerável. O processo tramita em segredo de justiça.