A situação de Moisés azedou de vez; dois pedidos de impeachment na Alesc

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Imagem/Divulgação

Em pesquisas realizadas, o governador de Santa Catarina é o primeiro a ter dois pedidos de impeachment seguido do outro.

O processo na qual levou o primeiro pedido de impeachment foi o aumento do salário dos procuradores do Estado por meio de uma decisão administrativa, de forma sigilosa; o pedido foi protocolado pelo defensor público estadual Ralf Guimarães Zimmer que apontou crime de responsabilidade.

A Defesa de Moisés contra o primeiro pedido foi enviado nesta quarta-feira (02), e o segundo pedido de impeachment foi aberto logo na quinta-feira (03), em razão da compra dos 200 respiradores fantasmas com o gasto de R$33 milhões para Santa Catarina. Ou seja, as coisas não estão nada boas para o “comandante”, que deverá fazer outra defesa.

Por meio de uma nota oficial de 6 linhas apenas, ele lamentou o novo pedido contra seu governo e ressaltou que “a Assembleia legislativa tem o objetivo de desgastar a gestão estadual perante a sociedade e em nada contribui para o desenvolvimento e o bem- estar do povo catarinense”.